Tromboflebite! O que é? Como se trata a trombose venosa superficial?

A tromboflebite, (também chamada trombose venosa superficial, flebite ou flebotrombose) consiste na formação de um trombo (coagulo de sangue) no interior de uma veia superficial.


São mais frequentes nas pernas e membros inferiores, principalmente em quem tem veia varicosas. No entanto, também podem surgir noutras regiões do corpo, como por exemplo nos braços após punção da veia para colher análises ou inserção de um cateter para injecção de medicação endovenosa. É uma situação comum e de um modo geral a trombose venosa superficial tem uma evolução benigna e as complicações são pouco frequentes.


É fundamental fazer a distinção com a Trombose Venosa Profunda, que é a formação de trombo nas veias profundas, e não nas superficiais. A trombose venosa profunda está associada a maior risco de complicações agudas (principalmente de embolia pulmonar) e maior risco de complicações tardias (síndrome pós trombótico).




Quadro clínico


A tromboflebite superficial consiste na formação de um pequeno coágulo em uma veia superficial, e que ocasiona um processo inflamatório da parede venosa e dos tecidos vizinhos. A principal manifestação é o aparecimento de uma tumefacção e rubor ao longo do segmento de veia atingido, que é extremamente doloroso à palpação.





Como se diagnostica?


Os sinais inflamatórios, dor, calor e vermelhidão sobre o trajecto de uma veia varicosa fazem o diagnóstico. A observação clínica deve ser complementada com Ecodoppler Venoso dos Membros Inferiores, de forma a localizar e definir a extensão do trombo e excluir a presença de trombose venosa profunda.



Tratamento da tromboflebite


O tratamento numa fase inicial consiste na toma de fármacos anticoagulantes (habitualmente heparina de baixo peso molecular), anti-inflamatório e medidas locais para controlo da inflamação e dor. Também se recomenda o uso de meias elásticas, estimular a deambulação, a elevação da perna afetada; e aplicação de calor local. O uso de antibiótico não é necessário, reserva-se apenas para os casos em que exista sinais de infecção bacteriana. Por vezes são também utilizados heparinóides tópicos em gel, que tem efeito anti-inflamatório e ajudam na resolução do processo inflamatório e melhoria da dor.


Após a fase aguda, e resolução do processo inflamatório deve ser realizado o estudo para avaliar a necessidade de cirurgia de varizes, de forma a prevenir a recorrência da flebite.



0 views

Famalicão

arrow&v

©2019 by Dr. Vitor Ferreira.